Carta ao leitor

O tempo do agora

Das três esferas em que costumamos dividir o tempo – passado, presente e futuro – o presente, sem dúvida, é aquela mais difícil de definir. Há quem o veja simplesmente como o instante que divide passado e futuro, sobre os quais podemos tecer longas análises ou projeções. Ou, ao contrário, há quem defenda que hoje vivemos num presente contínuo, sem raízes no passado ou visões do futuro.

 

E como será que tudo isso impacta a missão de ensinar, tão ligada à consolidação de tudo o que construímos no passado e à preparação para os desafios futuros? Nesse sentido, a escola hoje, mais do que nunca, é o presente. O presente da formação de jovens e crianças que deverão  crescer preparados para a modificação constante e, por isso mesmo, terão de se assentar em bases sólidas, que os ajudem a separar a fluência das mudanças tecnológicas da construção de valores robustos.

 

A escola e os professores têm de estar atentos para uma formação que, de um lado, fomente o interesse, a curiosidade, a abertura para o novo; de outro, que fortaleça a empatia, a alteridade e a persistência. Como diz Pamela Bruening, uma das entrevistadas da edição, são as  irtudes clássicas adaptadas aos novos tempos, tempos em que precisamos inclusive redefinir o bem, como completa Howard Gardner.

 

Para que este presente da escola seja significativo, é preciso, mais do que nunca, aliar conhecimento do passado e mentalidade inovadora, sempre com uma mediação que desafie os alunos e os faça condutores de suas trajetórias.

 

A ligação de todos esses fios temporais, como mostra a experiência de vários países, deve vir calçada pela certeza daquilo que está dando certo. Nunca houve tanta oportunidade de olhar para escolas e redes de tantos lugares – da Estônia a Portugal, do Piauí ao Paraná – para aprimorarmos e inovarmos sempre. O presente da educação, esse instante longo em que se forma uma geração, mostra que este é o momento de aprender com erros e acertos, continuamente.

Por isso, esta edição é destinada aos educadores – gestores e professores – que estão com os olhos voltados para o momento e para a oportunidade que temos de redefinir a escola. O segredo da mudança está no nada fácil entendimento do presente. Se vamos errar? Sem dúvida! Basta que o façamos com disposição para aprender.

 

Editorial Revista Mundo Escolar

logo-ftd-educacao

Diretor Superintendente: Antonio Luiz Rios

A revista Mundo Escolar é uma publicação trimestral da FTD Educação sob licença da Editora Segmento. A revista reúne conteúdos relevantes para toda a comunidade escolar, originalmente publicados em veículos que compõem o portfólio de publicações da Editora Segmento. Distribuição gratuita.

FTD Educação

Rua Rui Barbosa, 156, Bela Vista – SЛo Paulo – CEP 01326-010

www.ftd.com.br

Equipe de trabalho FTD Educação

Ricardo Tavares

José Roberto Reche

Gisele Cruz

Viviane Flores

Fagner Rodrigues

Participação especial

Prof. Dr. Alfredo Boulos Júnior

Realização: logo_editora_segmento

Presidente: Edimilson Cardial

Curadoria: Rubem Barros

Projeto gráfico e diagramação: Andrea Domingues de Oliveira

Gerente de publicidade: Márcia Augusta de Paula

Plataforma Digital: RDO – Revista Digital Online